Mercado de condomínios logísticos em São Paulo registra maior absorção líquida dos últimos quatro anos

O mercado de condomínios logísticos de alto padrão do estado de São Paulo registrou em 2018 absorção líquida – saldo da diferença entre áreas locadas e áreas devolvidas - de 529 mil m², sendo o melhor resultado já registrado nos últimos quatro anos. As regiões de Cajamar (124 mil m²), Campinas (83 mil m²) e Guarulhos (77 mil m²) registraram as maiores absorções líquidas em 2018. O novo inventário entregue pela Colliers se concentrou em Guarulhos (84 mil m²), Sorocaba (44 mil m²), Grande ABC (27 mil m²), Atibaia (14 mil m²) e Jundiaí (7 mil m²).

 

Já a taxa de vacância foi de 22%, o resultado é visto como positivo, de acordo com o estudo da Colliers International Brasil, que analisa os dados medidos trimestralmente. A taxa de vacância caiu quatro pontos em relação a 2017, quando atingiu 26%. A perspectiva da Colliers para este ano é que a taxa de vacância caia três pontos, passando de 22% para 19%.

Preço médio. O preço médio pedido no mercado de galpões de alto padrão apresentou queda e encerra ao ano em R$18,5/m². Segundo os dados colhidos pela Colliers, o preço médio pedido em 2018 foi o menor já registrado. Os maiores preços estão localizados no Grande ABC (R$23,0/m²), São Paulo (R$22,0/m²) e Guarulhos (R$ 21,0/m²).