Imobiliário em Angola segue a tendência da economia

O ano de 2017 ficou marcado pela transição política, pacífica e democrática. Embora, com alguns sinais de esperança, a economia Angolana ainda atravessa momentos difíceis, sobretudo ao nível da liquidez.

O panorama do mercado imobiliário não é radicalmente diferente. Alguns segmentos têm revelado menores dificuldades, mas é na distribuição espacial que se notam as maiores diferenças, sobretudo, entre a cidade de Luanda e o resto do país.

Apesar das dificuldades, a Colliers ampliou serviços e clientes ao largo portfolio que já possuía. Hoje, a Colliers é uma imagem de segurança, de experiência e de profundo know-how do mercado imobiliário de Angola.